Manarairema – Itapebi – Ditaduras e literaturas

18 de Dez de 2014

Passando pelo Itapebiacontece li a matéria sobre o que ocorreu com a Rádio Nova Cidade FM. Não sei se fiquei impressionada com a estupidez humana ou se fiquei triste ao constatar que cidades e pessoas involuem com o passar do tempo, o que deveria ser o contrário.

Twitter: @ItapebiAcontece

Não posso deixar de falar sobre um livro que li há muitos anos e que recentemente doei, entre outros, para a Biblioteca Municipal de Itapebi : A Hora dos Ruminantes (José J. Veiga, Ed. Difel, 1996). Nesse livro o premiado escritor do realismo fantástico conta sobre uma fictícia cidade - Manarairema – que, repentinamente, é invadida por animais. Primeiro os cães que impressionam os habitantes do pacato lugar não pela conhecida fidelidade canina aos humanos, mas pela praga que se tornaram ao mostrarem seus dentes raivosos. No livro José J. Veiga diz: (...) O palco estava armado para os cachorros, e eles o ocuparam como demônios alucinados.

Antes a cidade havia sido invadida por milhares de bois que deixava montes de suas necessidades fisiológicas dentro das casas das pessoas, expulsando-as e retirando-lhes a dignidade. Outros animais também invadiram tudo e tomaram assento no lugar. Vale dizer que esses eram comandados por homens (pelos homens da tapera – como diz no livro se referindo aos estrangeiros) despreocupados de dizerem à população as suas reais intenções. Eles, os homens da tapera, armaram o acampamento e fincaram sua bandeira, marcando, dessa forma, a tomada de posse do lugar.

A bosta dos bois, em princípio, incomodou. No entanto o povo da antiga e pacata cidade se acostumou com aquele absurdo, como se acostuma naturalmente com a violência, a doença, a carestia, etc. É provável que se as escolas cumprissem seu papel de desenvolver a consciência (também política) dos jovens, quando estes ficassem adultos certamente usariam a necessária “rebeldia”, para não aceitarem o que lhes desconfortam ou que o que não conseguem entender. Mas parece que no nosso país ensinar a pensar para mudar talvez seja um valor desnecessário.

Assim como a bosta dos bois de Manarairema já não incomodavam mais, também os absurdos que acontecem em Itapebi já não surpreendem a mais ninguém. Temos a mania de nos acostumarmos. E não levantamos a bandeira da indignação. Não usamos mais a nossa “rebeldia” para falar e dizer. Aí, peço emprestada a voz do poeta Eduardo Alves da Costa no seu poema No Caminho com Maiakóvskki
"[...]
Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem;
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz, e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada.

[...]"

Então, deixo aqui a minha reflexão sobre o que está acontecendo à população de Itapebi. Será que está se comportando de forma condescendente e passiva, mesmo que aborrecida e triste e não vê outra saída senão obedecer a um regime que me lembra o período ditatorial? Veja a fala do personagem Geminiano Dias (A Hora dos Ruminantes p. 46-46), que no início discorda da prepotência dos “homens da tapera”, mas depois se conforma: (...) a cabeça baixa, num conformismo inconformado, parece que procurando no chão a justificativa para aquele trabalho absurdo, idiota. (...).

Parece que estamos vivendo um renascimento da Ditadura dentro da cidade de Itapebi (ou será algum experimento maligno?) onde as torturas morais e psicológicas viraram prática de intimidação, neutralizando o poder da vontade do cidadão. Querem calar a boca do povo assim como calaram a boca da rádio. Só conseguirão se arrancarem a voz da garganta do povo que pensa e sente. Os bichos não podem se apossar dos nossos quintais, pois que a literatura está aí posta para colher as noticias da vida e transformá-la em denúncia contra os abusos dos insensatos.


Por   Neuzamaria Kerner


NEUZAMARIA KERNER é 
Graduada em Letras, professora, membro da Academia de Letras de Ilhéus

PUBLICOU OS SEGUINTES LIVROS:
Fragmentos de Cristal
Eu Bebi a Luz
A Presença do mar na prosa Grapiúna
O livro-arbítrio das Evas – Dentro e fora do jardim





"Leio e escrevo para me somar e me dividir"

 
 

Compartilhar

ARTIGOS

Aécio colheu o que plantou; diz colunista

Se não tivesse feito o que fez, hoje ele seria, provavelmente, o candidato do PSDB à Presidência da República. (Artigo de Leonardo Attuch - Revista Isto é)

21 de Abr de 2018

7 De Setembro Dependente Da CORRUPÇÃO

Nesta quinta, esta história ganha um capítulo que poderia não ter sido escrito. Poderíamos estar comemorando até hoje esta independência através de uma verdadeira...

07 de Set de 2017

MÁRIO LOUZADA: O AMBIENTALISTA QUE PENSA FORA DO SENSO COMUM

O Secretário do Meio Ambiente só desagrada aos que torcem contra a cidade pela velhas práticas antigas na sua pasta.

18 de Ago de 2017

Malu Fontes: A polícia presa

Há uma semana, viaturas públicas de Feira de Santana, a segunda maior cidade da Bahia, estavam fiscalizando o transporte clandestino no município. Foi o suficiente para...

03 de Jul de 2017

Dia do Trabalho

- Em 1º de maio de 1941 foi criada a Justiça do Trabalho, destinada a resolver questões judiciais relacionadas, especificamente, as relações de trabalho e aos direitos...

01 de Mai de 2017

Políticos ganham eleições prometendo gerenciar bem coisas que...

Folheando um texto de Nestor Duarte, em seu livro A Ordem Privada e a Organização Política Nacional( 1939), encontro relatos atualíssimos como se fossem escritos hoje.

28 de Set de 2016

CONDUTAS VEDADAS AOS AGENTES PÚBLICOS EM CAMPANHA ELEITORAL DE 2016.

Os servidores públicos, comissionados, contratados ou efetivos devem ficar atentos para não praticar condutas que são vedadas na campanha eleitoral de 2016.

12 de Ago de 2016

Microcefalia, aborto e a disputa política sobre a deficiência

Uma reflexão sobre a linguagem e o modo como as pessoas com deficiência são significadas pelo discurso

07 de Mar de 2016

O que está acontecendo com Itabuna?

Dessa vez meus pais foram surpreendidos (apesar de não ser esta a primeira vez que foram vítimas de violência), e nossa família, amigos e clientes ficamos todos...

18 de Fev de 2016

Homenagem a Rosalvo Teixeira do Nascimento (1926-2015)

Rosalvo Teixeira do Nascimento nasceu no Povoado de Pedra Branca (atual cidade de Itapebi) no ano de 1926, filho de Dionízio Teixeira do Nascimento e Altina Brites...

26 de Dez de 2015

FALE CONOSCO

WhatsApp: (73) 8171-4770 Tel:(73) 8879-9975

Sem enquetes cadastradas

VÍDEOS

CANÔA SUISSA II
POSTADO: 09-12-2013 12:12

NOTAS SOCIAIS

  • DADOS DO MUNICÍPIO DE ITAPEBI

    Fundação 14 de agosto de 1958 (60 anos)- Gentílico- itapebiense Prefeito- Juarez da Silva Oliveira(Peba) (PP) (2017–2020)- Vice-prefeito; Claudio Henrique Ferreira de Carvalho (PR)- Câmara de Vereadores (09) - Herlemilson Caldas Pereira (PDT), Cleide Moreira do Nascimento (PTN), Cristiano Pereira da Silva (PRTB), Damiao Teixeira Silva (PRTB), Roberley Barbosa de Brito (PSL), Leonardo Ribeiro dos Santos (PSB), Paulo Henrique...


    Ver todas as notas
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7