CONDUTAS VEDADAS AOS AGENTES PÚBLICOS EM CAMPANHA ELEITORAL DE 2016.

12 de Ago de 2016

Os servidores públicos, comissionados, contratados ou efetivos devem ficar atentos para não praticar condutas que são vedadas na campanha eleitoral de 2016.

Twitter: @ItapebiAcontece


Dr. Luciano Genner Novato Pinto


Entre as condutas proibidas, e as que mais são praticadas nos pequenos municípios, encontramos, por exemplo, a nomeação, contratação, demissão sem justa causa, e ainda, ex-ofício, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, ressalvada a nomeação ou exoneração de cargos em comissão ou dispensa de funções de confiança e a nomeação ou contratação necessária à instalação ou funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais; suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional do servidor público; distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da administração pública; a realização de transferência voluntária de recursos, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra e serviço em andamento ou com cronograma prefixado e os destinados a atender situações emergenciais e de calamidade pública; autorizar publicidade institucional de atos, programas, obras e serviços e campanhas de órgãos públicos, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela justiça eleitoral; contratar shows artísticos pagos com recursos públicos para animar a realizações de inaugurações; comparecimento à inauguração de obras públicas, sendo que a simples presença já caracteriza a conduta vedada; fazer pronunciamento em cadeia de rádio e televisão fora do horário eleitoral gratuito.
Desde janeiro já estavam vedadas as condutas de ceder ou usar, em benefício de partido ou coligação, bens móveis ou imóveis pertencentes à administração; revisão geral da remuneração dos servidores; usar materiais ou serviços, ceder serviços públicos ou usar de seus serviços, para comitês de campanha ou de partido, durante o horário de expediente, salvo se o servidor estiver licenciado.
A prática da conduta vedada traduz a ocorrência de ato ilícito eleitoral. Impõe-se, pois, a responsabilização tanto dos agentes quanto dos beneficiários do evento, porque tendem a afetar a igualdade de oportunidade entre candidatos nos pleitos, e ficará sujeitos a pagamento de multa, cassação do registro ou do diploma, e ainda, improbidade administrativa e verem a suspensão imediata dessas condutas.
 


Dr. Luciano Genner Novato Pinto
Advogado Especialista em Direito Eleitoral e Ciências Criminais pela Universidade Maurício de Nassau.
Especialista em Direito Público pela Universidade Anhanguera.

lucianonovato@yahoo.com.br

Compartilhar

ARTIGOS

7 De Setembro Dependente Da CORRUPÇÃO

Nesta quinta, esta história ganha um capítulo que poderia não ter sido escrito. Poderíamos estar comemorando até hoje esta independência através de uma verdadeira...

07 de Set de 2017

MÁRIO LOUZADA: O AMBIENTALISTA QUE PENSA FORA DO SENSO COMUM

O Secretário do Meio Ambiente só desagrada aos que torcem contra a cidade pela velhas práticas antigas na sua pasta.

18 de Ago de 2017

Malu Fontes: A polícia presa

Há uma semana, viaturas públicas de Feira de Santana, a segunda maior cidade da Bahia, estavam fiscalizando o transporte clandestino no município. Foi o suficiente para...

03 de Jul de 2017

Dia do Trabalho

- Em 1º de maio de 1941 foi criada a Justiça do Trabalho, destinada a resolver questões judiciais relacionadas, especificamente, as relações de trabalho e aos direitos...

01 de Mai de 2017

Políticos ganham eleições prometendo gerenciar bem coisas que...

Folheando um texto de Nestor Duarte, em seu livro A Ordem Privada e a Organização Política Nacional( 1939), encontro relatos atualíssimos como se fossem escritos hoje.

28 de Set de 2016

Microcefalia, aborto e a disputa política sobre a deficiência

Uma reflexão sobre a linguagem e o modo como as pessoas com deficiência são significadas pelo discurso

07 de Mar de 2016

O que está acontecendo com Itabuna?

Dessa vez meus pais foram surpreendidos (apesar de não ser esta a primeira vez que foram vítimas de violência), e nossa família, amigos e clientes ficamos todos...

18 de Fev de 2016

Homenagem a Rosalvo Teixeira do Nascimento (1926-2015)

Rosalvo Teixeira do Nascimento nasceu no Povoado de Pedra Branca (atual cidade de Itapebi) no ano de 1926, filho de Dionízio Teixeira do Nascimento e Altina Brites...

26 de Dez de 2015

ITAPEBI: O ÚLTIMO A SAIR APAGUE A LUZ!

Assim que os munícipes se sentem com relação a atual desastrosa administração do município

05 de Nov de 2015

MERA COINCIDÊNCIA "SALVE DEUS"

Como se isso fosse pouco o seu povo é um tesouro.

17 de Abr de 2015

FALE CONOSCO

WhatsApp: (73) 8171-4770 Tel:(73) 8879-9975

Sem enquetes cadastradas

VÍDEOS

CANÔA SUISSA II
POSTADO: 09-12-2013 12:12

NOTAS SOCIAIS

  • DADOS DO MUNICÍPIO DE ITAPEBI

    Fundação 14 de agosto de 1958 (58 anos)- Gentílico- itapebiense Prefeito- Juarez da Silva Oliveira(Peba) (PP) (2017–2020)- Vice-prefeito – Claudio Henrique Ferreira de Carvalho (PR)- Câmara de Vereadores (09) - Herlemilson Caldas Pereira (PDT), Cleide Moreira do Nascimento (PTN), Cristiano Pereira da Silva (PRTB), Damiao Teixeira Silva (PRTB), Roberley Barbosa de Brito (PSL), Leonardo Ribeiro dos Santos (PSB), Paulo Henrique...


    Ver todas as notas
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6