Multa de R$ 2 mi e criminalização do movimento fazem petroleiros suspenderem greve

BRASIL, 31 de Mai de 2018 - Vista 34 vezes.

A FUP afirma se tratar de “um recuo momentâneo e necessário” para a construção da greve por tempo indeterminado.

Twitter: @ItapebiAcontece

Imagem: Reprodução



Os petroleiros suspenderam a greve um dia após o início do movimento. O fato ocorreu devido a imposição de multa diária de R$ 2 milhões e a criminalização do movimento. “O TST joga o jogo do capital e não deixaria barato a greve dos petroleiros. As multas diárias de R$ 500 mil saltaram para R$ 2 milhões, acrescidas da criminalização do movimento”, diz um trecho da nota da Federação Única dos Petroleiros (FUP ). A FUP afirma se tratar de “um recuo momentâneo e necessário” para a construção da greve por tempo indeterminado, que foi aprovada nacionalmente pela categoria. “Essa grave violação dos direitos sindicais será amplamente denunciada”, promete a entidade.
 

“O representante da Shell que o mercado colocou no Conselho de Administração da empresa já caiu. O próximo será Pedro Parente”,
comemora em outro trecho a FUP.

 

Leia a íntegra da nota da FUP:
 

"Não nos calarão.
Os petroleiros novamente deixam sua marca na defesa da soberania. A luta contra a privatização da Petrobrás ganhou a sociedade. A categoria colocou em debate os interesses que pautam a política de preços dos combustíveis, deixando claro o projeto da gestão Pedro Parente de sacrificar o povo brasileiro e a soberania do país para cumprir os ditames do mercado financeiro e das grandes corporações internacionais.

 

Antes do protesto legítimo dos caminhoneiros contra os preços abusivos do diesel, a FUP e seus sindicatos já haviam aprovado uma greve nacional para deter a escalada descontrolada de aumentos do gás de cozinha e dos derivados, cobrando a retomada da produção a plena carga das refinarias e o fim das importações de derivados.
 

Diante da situação caótica em que se encontra o país, desgovernado e refém das imposições do mercado que manda e desmanda na Petrobrás, uma empresa que é estratégica para a nação, os petroleiros não poderiam se omitir. E, como em outros momentos da história, se levantaram e enfrentaram os desmandos do Tribunal Superior do Trabalho, que mesmo ciente de que a greve de advertência da categoria não causaria riscos de desabastecimento, tomou a decisão arbitrária e política de decretar a ilegalidade do movimento, assumindo o golpe e agindo como um tribunal do capital.
 

Os petroleiros não recuaram e seguiram em frente, ganhando a solidariedade dos movimentos sociais e de várias outras categorias, dentro e fora do país. A população veio junto e apoiou a greve, pois sofre os efeitos do desmonte da Petrobrás, que vão muito além da disparada dos preços do gás de cozinha e dos combustíveis. A privatização conduzida por Pedro Parente, os desinvestimentos, a transferência para a Ásia das encomendas de plataformas e navios desmontaram a indústria nacional, aumentaram o desemprego em massa e fizeram o PIB despencar.
 

O TST joga o jogo do capital e não deixaria barato a greve dos petroleiros. As multas diárias de R$ 500 mil saltaram para R$ 2 milhões, acrescidas da criminalização do movimento. O tribunal cobrou da Polícia Federal investigação das entidades sindicais e dos trabalhadores, em caso de desobediência. Essa multa abusiva e extorsiva jamais seria aplicada contra os empresários que submetem o país a locautes para se beneficiarem política e economicamente. Jamais seria imposta aos empresários que entregam patrimônios públicos, aos que destroem empregos e violam direitos dos trabalhadores.
 

A decisão do TST é claramente para criminalizar e inviabilizar os movimentos sociais e sindicais. Diante disso, a FUP orienta os sindicatos a suspenderem a greve. Um recuo momentâneo e necessário para a construção da greve por tempo indeterminado, que foi aprovada nacionalmente pela categoria. Essa grave violação dos direitos sindicais será amplamente denunciada.
 

Estamos diante de mais um desdobramento do golpe que fragiliza cada vez mais as instituições e o Estado Democrático de Direito. O enfrentamento é de classe e precisa da união de toda a sociedade.
 

A pauta pela mudança da política de preços da Petrobrás é de todos os brasileiros, pois diz respeito à luta histórica contra a exploração do país, que desde os tempos de colônia vem tendo seus bens minerais espoliados pelas nações imperialistas. É assim que ocorre ainda hoje com o nosso petróleo. E por isso, a população está pagando preços absurdos pelo gás de cozinha e pelos combustíveis.
 

Os petroleiros saem da greve de cabeça erguida, pois cumpriram um capítulo importante dessa luta, ao desmascarar os interesses privados e internacionais que pautam a gestão da Petrobrás. O representante da Shell que o mercado colocou no Conselho de Administração da empresa já caiu. O próximo será Pedro Parente.
 

Sigamos em frente, pois a defesa da Petrobrás é a defesa do Brasil.


FUP"



ItapebiAcontece

Compartilhar

COMENTÁRIOS

Nenhum registro encontrado.




*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

NOTÍCIAS

Prefeitura disponibiliza wi-fi gratuito em 14 pontos de Salvador; veja lista

Para usar a rede wi-fi, o usuário precisa habilitar o dispositivo móvel à rede #Conecta_Salvador e seguir as orientações de cadastro.

SALVADOR, 21 de Jan de 2019

Infraero será fechada durante governo Bolsonaro, diz novo secretário

Encerramento deve ocorrer até 2021

BRASIL, 21 de Jan de 2019

Hoje é o dia mais triste do ano, segundo pesquisas

Quem criou o termo foi o psicólogo Cliff Arnall, da Universidade de Cardiff, no País de Gales, em 2005. Segundo seus estudos, esse é o dia mais triste do ano.

MUNDO, 21 de Jan de 2019

‘Estado não pode abrir mão de analisar’ concessão da Embasa, diz secretário

No final do ano passado, a revista Veja noticiou que o governador Rui Costa (PT) planejava conceder setores da Embasa para a inciativa privada.

BAHIA, 21 de Jan de 2019

Tecnologia: WhatsApp limita reenvios de mensagens a 5 destinatários

Anteriormente, um usuário do WhatsApp poderia reenviar uma mensagem para 20

OUTRAS NOTICIAS, 21 de Jan de 2019

Acidente entre veículos deixa três mortos e dois feridos no extremo Sul Baiano

Acidente aconteceu no trecho que liga o distrito de Cumuruxatiba ao Centro da cidade de Prado, no sul da Bahia.

ESTRADAS, 21 de Jan de 2019

Casamento de sete anos de sertanejo famoso chega ao fim

Jorge e Ina se casaram em maio de 2011, numa cerimônia de luxo na fazenda Grota Funda, em Nazário, Goiás,

FAMOSOS, 21 de Jan de 2019

Em grave acidente próximo à Itagimirim morre jovem filho de ex-vereador

Ele ainda foi socorrido, mas morreu no hospital em Porto Seguro. (Fotos: Internautas ItapebiAcontece)

ESTRADAS, 20 de Jan de 2019

Bahia: Cratera em Vera Cruz cresce quase 4m e chega a 89,5m de comprimento

Empresa segue com estudos para saber causa da erosão em Matarandiba, vila que fica na Ilha de Itaparica. Resultados das avaliações devem ser concluídos no 2º trimestre...

BAHIA, 20 de Jan de 2019

Briga em velório deixa dois mortos; delegado é denunciado por agressão

Uma das vítimas, Wemerson de Araújo, estava na rede com o filho quando foi atingida por um golpe de faca e, em seguida, de enxada

BRASIL, 19 de Jan de 2019

FALE CONOSCO

WhatsApp: (73) 8171-4770 Tel:(73) 8879-9975

Sem enquetes cadastradas

VÍDEOS

CANÔA SUISSA II
POSTADO: 09-12-2013 12:12

NOTAS SOCIAIS

  • DADOS DO MUNICÍPIO DE ITAPEBI

    Fundação 14 de agosto de 1958 (60 anos)- Gentílico- itapebiense Prefeito- Juarez da Silva Oliveira(Peba) (PP) (2017–2020)- Vice-prefeito; Claudio Henrique Ferreira de Carvalho (PR)- Câmara de Vereadores (09) - Herlemilson Caldas Pereira (PDT), Cleide Moreira do Nascimento (PTN), Cristiano Pereira da Silva (PRTB), Damiao Teixeira Silva (PRTB), Roberley Barbosa de Brito (PSL), Leonardo Ribeiro dos Santos (PSB), Paulo Henrique...


    Ver todas as notas
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • ...
  • 1100