Governo Bolsonaro pode voltar a ter mesma estrutura ministerial da era Temer

POLÍTICA, 17 de Mai de 2019 - Vista 9 vezes.

Nesta sexta-feira (17), Bolsonaro enviou para contatos pessoais via WhatsApp um texto de autoria desconhecida que diz que o Brasil é "ingovernável fora de conchavos".

Twitter: @ItapebiAcontece


Imagem Reprodução



presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltará a ter a mesma estrutura administrativa que era usada pelo ex-presidente Michel Temer (MDB), caso não consiga aprovar até 3 de junho, na Câmara e no Senado, a Medida Provisória 870/2018 que reduziu de 29 para 22 o número de ministérios. 

Disputas internas de alas no Planalto e inabilidade para constituir maioria para votações no Congresso cooperam no esfacelamento das teses defendidas por ele durante a campanha eleitoral em apenas cinco meses de governo.

Nesta sexta-feira (17), Bolsonaro enviou para contatos pessoais via WhatsApp um texto de autoria desconhecida que diz que o Brasil é "ingovernavel fora de conchavos".

O senador Otto Alencar (PSD-BA), titular da comissão especial que trata da MP 870, considera que “há desinteresse do próprio governo” na matéria, já que seus principais emissários no Congresso viajaram esta semana e afastaram-se das articulações. 

“O problema é que o governo está desarticulado [...] ninguém quer fazer conchavo”, contesta.

De Dallas, nos Estados Unidos, junto com a comitiva presidencial, o vice-líder do governo no Congresso, Marco Feliciano (Pode-SP), contou à reportagem na noite desta quinta-feira (16) que retomaria os trabalhos a partir desta sexta, quando desembarcaria no Brasil. “Não estou acompanhando. Amanhã volto ao Brasil e vou me inteirar”.

Para além da composição ministerial, o governo já foi derrotado na comissão especial da MP 870 com o remanejamento do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça, sob a batuta de Sérgio Moro, para o Ministério da Economia.
O relator da MP, senador Fernando Bezerra ((MDB-PE), disse semanas atrás que o governo admitiu recriar dois ministérios: das Cidades e da Integração Nacional, hoje unificados no Ministério do Desenvolvimento Regional.

Esta semana a vida do governo ficou mais complicada com a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, ao Plenário da Câmara, no mesmo dia em que houve uma série de protestos pelo país contra cortes no setor.

“Vamos obstruir a pauta politicamente por causa da Educação e da postura exdrúxula e abjeta do ministro. Vamos continuar obstruindo, em algum momento vamos ter companhia do Centrão, em outros não”, diz a líder da Minoria na Câmara, Jandira Feghali (PCdoB-RJ).
Ela avalia que há tempo para apreciação da MP 870, “mas depende do interesse que o conjunto do Congresso tem”.

“Se caducar a Medida Provisória 870, o governo terá que remontar toda a estrutura como era no modelo antigo e, infelizmente, é o que defendem hoje articuladores do próprio governo, basta olhar as declarações dos líderes de partidos da base aliada”, cita o deputado Aliel Machado (PSB-PR).

Sobre eventual acréscimo de ministérios, o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), chegou a dizer a aliados que o máximo que pode acontecer é o governo nomear sete generais.

O deputado Silas Câmara (PRB-AM), presidente da Frente Parlamentar Evangélica - grupo de 195 parlamentares – reclama da articulação do Planalto com líderes no Legislativo, mas diz que retroceder no desenho administrativo formulado em janeiro “será muito ruim pro Brasil”.

A recriação dos espaços na máquina federal ocasionará também terá na volta de cargos comissionados extintos em março, na ocasião dos 100 dias de Bolsonaro na Presidência. Na época, o governo publicou decreto que extinguiu 21 mil cargos, funções comissionadas e gratificações no serviço público federal, com expectativa de economia anual de R$ 195 milhões.



ItapebiAcontece / Agência Brasil

Compartilhar

COMENTÁRIOS

Nenhum registro encontrado.




*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

NOTÍCIAS

Porto Seguro: Prefeitura divulga edital de concurso público 761 cargos

As inscrições estarão abertas entre os dias 30 de setembro e 27 de outubro e deverão ser feitas pelo site www.ibrae.com.br

BRASIL, 21 de Set de 2019

Geddel e Lúcio Vieira Lima serão julgados pelo STF na próxima terça-feira

Irmãos são réus por lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso do "bunker" dos R$ 51 milhões apreendidos

POLÍTICA, 20 de Set de 2019

Marinheiro salvou filho durante incêndio em lancha na Baía de Todos-os-Santos

Os dois foram socorridos após inalarem muita fumaça (Fotos Reprodução)

SALVADOR, 20 de Set de 2019

Vereadores de Itapebi que abandonaram sessão podem ter pontos cortados; diz presidente

Seis dos 9 vereadores deixaram o plenário. Segundo três deles que falaram com o ItapebiAcontece, o motivo é porque o presidente Paulinho exige inscrição antecipada para...

ITAPEBI, 20 de Set de 2019

Salvador: Operação da PF prende nove pessoas na região metropolitana

Entre os presos estão um casal de ciganos e o dono de uma locadora de veículos; três suspeitos continuam foragidos

SALVADOR, 19 de Set de 2019

Porto Seguro; Incêndio de grandes proporções atinge hotel na orla Norte

Caso aconteceu na noite de quarta-feira (18). Ninguém ficou ferido.

REGIÃO , 19 de Set de 2019

É morto executivo da Odebrecht que delatou Aécio, Lobão, Accioly e Diogo Mainardi

Em sua delação premiada, Valladares acusou Aécio Neves e seu partido, o PSDB, de terem recebido valores do Setor de Operações Estruturadas da empreiteira. (Imagens...

POLÍCIA, 18 de Set de 2019

Governo autoriza mais 63 agrotóxicos; total de registros em 2019 chega a 325

Liberação dos produtos foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (17)

Saúde, 17 de Set de 2019

MULHERES TÊM 50% DE PROBABILIDADE DE INFARTO MAIOR QUANDO COMPARADA AOS HOMENS

Enquanto neles, a dor no peito é um sinal, elas se queixam de dor nas costas, cansaço, queimação no estômago e náusea e associam a crise a problemas gastrointestinais ou...

Saúde, 17 de Set de 2019

Ex-presidente Temer chama impeachment de golpe durante entrevista na TV

O ex-presidente Michel Temer (MDB) foi o entrevistado do programa Roda Viva desta segunda-feira (16)

POLÍTICA, 17 de Set de 2019

FALE CONOSCO

WhatsApp: (73) 8171-4770 Tel:(73) 8879-9975

Sem enquetes cadastradas

VÍDEOS

CANÔA SUISSA II
POSTADO: 09-12-2013 12:12
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • ...
  • 1184