7ª CIPM IMPLANTARÁ RONDA RURAL PARA PATRULHAMENTO OSTENSIVO EM TODOS OS MUNICÍPIOS DE SUA ÁREA

Polícia
08 de Janeiro de 2020 15h01

No início deste ano de 2020, foi implementado a Patrulha Rural da 7ª CIPM – Eunápolis.

Twitter: @ItapebiAcontece

Foto: Polícia Militar

A partir de uma demanda dos comunitários, a Polícia Militar em Eunápolis no extremo sul baiano intensificará as ações policiais com patrulhamento ostensivo e abordagens na área rural dos municípios da 7ª CIPM, com a implantação da Ronda Rural.

Imagens: Polícia Militar

Essa ação de policiamento é um projeto piloto para a futura implantação da Ronda Rural Georreferenciado, atendendo às orientações do Coronel PM Anselmo Alves Brandão, Comandante Geral da PMBA, de interiorização do policiamento.

A Patrulha Rural busca atender aquelas regiões mais distantes das cidades e distritos dos municípios que compõe a área de atuação da Unidade. De acordo com o Comandante da 7ª CIPM, Major Vagner Ribeiro, a Patrulha Rural, terá a missão de coibir o cometimento de delitos através de rondas ostensivas, abordagens a veículos e principalmente visitações às propriedades rurais.

 

ItapebiAcontece / 7ª CIPM

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

19 de Setembro de 2020 13h09

HOMEM É PRESO SUSPEITO DE ABUSAR DE CRIANÇA DE OITO ANOS NA CIDADE BAIXA EM ITAPEBI

O suposto molestador foi encontrado em sua casa e foi conduzido para a delegacia

19 de Setembro de 2020 08h09

Mundial de Clubes não será realizado este ano

stava agendado para dezembro, como é habitual, mas Gianni Infantino afirmou esta sexta-feira que não será disputado o Mundial de Clubes em 2020. O presidente da FIFA falou após a realização do 70.ª edição do congresso anual e explicou o porquê desta tomad

19 de Setembro de 2020 02h09

Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF

No Brasil e no hemisfério sul o pesquisador aponta que, se houver uma nova onda, ela será a partir da metade de março de 2021 e terá menor intensidade.