Bebê morto com socos e dentadas. Mãe e padrasto detidos

Polícia
06 de Janeiro de 2020 21h01

Rosto da criança tinha dentes marcados e corpo apresentava diversas fraturas.

Twitter: @ItapebiAcontece

 

Imagem: Reprodução

Um casal, de 22 e 21 anos, foi detido na manhã desta segunda-feira, suspeito de matar um bebê de um ano e três meses, em São Paulo.

De acordo com o G1, os suspeitos, mãe e o padrasto do bebê, foram detidos no hospital depois de levar o menino, já morto, à unidade de saúde.

O site afirma que o relatório médico indica que o corpo do bebê apresentava diversas fraturas e hematomas e o rosto tinha marcas de dentadas.

O padrasto ainda tentou convencer os médicos que o cão da família tinha mordido o bebê, mas esta desculpa não convenceu os profissionais de saúde. Ao ser confrontado com as marcas provocadas por dentição humana, o homem acusou o enteado mais velho, um menino de cinco anos.

Quanto às fraturas, no crânio, tórax, clavícula, nariz e maxilar, o casal disse que o bebe caiu de umas escadas. Mais uma mentira, segundo as autoridades.

 

ItapebiAcontece / G1 S. Paulo

 

 

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

19 de Setembro de 2020 13h09

HOMEM É PRESO SUSPEITO DE ABUSAR DE CRIANÇA DE OITO ANOS NA CIDADE BAIXA EM ITAPEBI

O suposto molestador foi encontrado em sua casa e foi conduzido para a delegacia

19 de Setembro de 2020 08h09

Mundial de Clubes não será realizado este ano

stava agendado para dezembro, como é habitual, mas Gianni Infantino afirmou esta sexta-feira que não será disputado o Mundial de Clubes em 2020. O presidente da FIFA falou após a realização do 70.ª edição do congresso anual e explicou o porquê desta tomad

19 de Setembro de 2020 02h09

Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF

No Brasil e no hemisfério sul o pesquisador aponta que, se houver uma nova onda, ela será a partir da metade de março de 2021 e terá menor intensidade.