ITAPEBIENSE LÉO CONTAMINADO PELO COVID-19 QUE SE “RECUPEROU” APÓS INTERNAMENTO HOSPITALAR, FALA SOBRE OS DIFÍCEIS DIAS COM O CORONAVÍRUS

Itapebi
02 de Julho de 2020 18h07

O Engenheiro Ambiental, Leonardo Cachoeira (Léo de Antero), é Funcionário público na defesa civil municipal e pré-candidato a vereador pelo PRB.

Twitter: @ItapebiAcontece

Imagem: Reprodução

 

Conforme falou ao ItapebiAcontece através de Rede Social  o Engenheiro Ambiental e servidor público na área de meio ambiente e defesa civil  no município de Itapebi,  Leonardo Cachoeira “desenhou com palavras” o momento de sua saída do hospital  Foi como uma competição esportiva que não havia linha de chegada, pódio, troféu, medalha ou prêmio em dinheiro. O que havia era a gratificante sensação de ter superado um inimigo invisível, potente, perigoso, traiçoeiro, devastador. Ser um campeão desta verdadeira guerra contra a Covid-19 é mesmo um feito a ser comemorado.

O portal ItapebiAcontece  ouviu a história de Leonardo Cachoeira (Leo de Antero), que lutou pela vida sem perder o fôlego, ainda que lhe faltasse ar para respirar. Leo é mais um vencedor da luta contra o Covid-19, (coronavírus) aqui em Itapebi, com a esperança de dias melhores e um pedido: se puder, fique em casa.

Em uma primeira observação do que aconteceu nos dias que antecedeu a internação e os demais internados no hospital, se vê na foto estampada no perfil de Leonardo numa rede social, antecipa o tom do discurso em relação à pandemia do coronavírus: “Fique em casa”, diz a imagem que ilustra a janela do aplicativo.

 Itapebiense  e Engenheiro Ambiental teve manifestações de sintomas da covid-19 e viveu, nas últimas semanas, um verdadeiro pesadelo familiar com a doença.

A infecção atingiu a esposa e a filhinha de 4 anos, mas todos estão ainda cumprindo o isolamento familiar e melhorando a cada dia. 

 

“Primeiramente quero parabenizar o site ItapebiAcontece por está dando o espaço  para eu explanar sobre esse tema, o COVID 19, que não é uma “gripizinha” e vem assolando o mundo. Importante tratar sobre isso pra que a população possa se sensibilizar cada vez mais”.

 

“Arnaldo, tive os sintomas do COVID-19 quatro dias após o suposto contato com transmissor, onde de imediato acionei a equipe de linha de frente do combate ao COVID-19 de Itapebi e as vigilâncias Sanitária e Epidemiológica e no dia seguinte fui atendido, fiz o teste e já passei a tomar algumas medicações. Eu apresentei febre, falta de paladar, diarreia, dor de cabeça e dor nos olhos, sintomas esses que persistiram por 2 dias e no terceiro obtive uma melhora, mas a febre insistiu todas as noites até o oitavo dia (período considerado pelos médicos o mais crítico, do oitavo ao décimo segundo dia) e passei a sentir cansaço e uma baixa saturação de oxigênio. Minha vizinha, prima e enfermeira Juliana Botelho passou a me acompanhar mais de perto depois de relatar esses sintomas a ela junto com a Equipe (Lucas e Kerlly) fui orientado ao atendimento médico aqui mesmo no município e evitar mais agraves. Na oportunidade chegou junto comigo pra atendimento meu amigo Ênio Encarnação, com os mesmos sintomas, porém um pouco mais intenso, mas com sua fisionomia e seu jeito extrovertido aparentemente bem, fomos internados, avaliados, medicados e direcionado a uma internação mais intensiva, onde graças a Deus no mesmo dia conseguimos vagas no sistema para o tratamento”.

“Arnaldo, o COVID-19 é algo incerto, não sabemos o que vai acontecer mais tarde, não há tratamento e no confinamento principalmente em um leito de hospital enfrentamos mais problemas ainda, a ansiedade é um deles a gente vivencia e convive com casos e situações mais graves e diferentes, por exemplo, no meu quarto do hospital passaram 3 pacientes diferentes no leito do meu lado, um agravou e foi pra uma Unidade de Tratamento Intensivo, um teve alta e foi pra casa e outro tinha acabado de perder um irmão pelo COVID-19 há 10 dias, no mesmo hospital e estava em uma situação que exigia observação”.

“Aconselho a ficar em casa, se cuidar, pensar na família e tomar os devidos cuidados, aqui em casa todos contaminados, mas graças a Deus apenas eu tive sintomas com intensidade”.

“Arnaldo eu quero profundamente agradecer a Deus, a todos os funcionários da saúde do município de Itapebi, a todos os voluntários da barreira sanitária são realmente guerreiros, a saúde realmente trabalha, agradecer aos amigos e a todos que me enviaram mensagens, foram muitas e acredito que nem respondi todas ainda, aos profissionais do hospital Ames e pedir que continuem com isolamento e com as orações por todos aqueles que estão com esse vírus e nos leitos de hospitais”.

“Sem batalha não tem luta, e sem luta não tem vitória, essa foi uma batalha que enfrentei com ajuda de muitos, lutamos e vencemos e ainda teremos muitas batalhas e lutas esse ano e vamos lutar e vamos vencer, e como num trecho de uma música do grande cantor e compositor Belchior morri esses últimos anos Arnaldo, mas esse ano de 2020 eu não morro, forte abraço meu amigo, fica com Deus”.

E assim mais um itapebiense que está chegando ao último estágio para a cura do covid-19 (coronavírus) falou sobre sua experiência com a doença.

 

Por: Arnaldo Alves / ItapebiAcontece

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

  • Nome: João Paulo
  • Comentário: Fico feliz por saber que vc passa bm meu amigo. Aqui nos tbm estamos nos previnindo pois o caso covid 19 nao esta facil. Estamos em constante oração. Que Deus continue te abençoando .

13 de Agosto de 2020 18h08

Covid-19: Espanha registra quase 3 mil novos casos em 24h

O país mantém, nesta quinta-feira, a tendência de subida de novos casos.

13 de Agosto de 2020 17h08

Brasil pede explicações à China sobre frango supostamente contaminado

O ministério assegurou que todos os produtos fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) são submetidos a protocolos rígidos de controle sanitário.

13 de Agosto de 2020 17h08

Bezerro nasce apenas com as patas traseiras; veja o vídeo

Proprietário está pedindo ajuda para construir uma cadeira de rodas adaptada para o filhote