Programas de rádio e TV apresentados por pré-candidatos não podem ser transmitidos desde ontem, terça-feira (30)

ELEIÇÕES 2020
01 de Julho de 2020 14h07

Emissoras que descumprirem a regra estão sujeitas a pagar multa

Twitter: @ItapebiAcontece

De acordo com o calendário das Eleições 2020, a partir da terça-feira (30), emissoras de rádio e televisão não podem transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidatos.

Esse prazo é fixado pelo calendário vigente. Entretanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) destaca que o Congresso Nacional discute uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre a possibilidade de adiamento das eleições devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, e que outras datas podem ser afetadas.

Eventual descumprimento da regra prevista na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) pode acarretar multa à emissora e cancelamento do registro de candidatura dos envolvidos. Tais sanções podem ser aplicadas pelo juiz eleitoral, caso o pré-candidato seja escolhido em convenção partidária.

A proibição vale tanto para a programação normal das emissoras quanto para o noticiário, ou seja, ainda que sob a forma de entrevista jornalística em que seja possível identificar o entrevistado. A norma proíbe difundir opinião favorável ou contrária a candidatos, partidos ou coligação, para garantir uma disputa equilibrada.

ItapebiAcontece  / TSE - CM

 

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

14 de Agosto de 2020 12h08

PANDEMIA CANCELA FESTA DE ANIVERSÁRIO DE ITAPEBI, MAS GOVERNO NÃO DEIXA PASSAR EM “BRANCO”.

Itapebi comemora nesta sexta-feira (14 de agosto) 62 anos de emancipação política.

13 de Agosto de 2020 18h08

Covid-19: Espanha registra quase 3 mil novos casos em 24h

O país mantém, nesta quinta-feira, a tendência de subida de novos casos.

13 de Agosto de 2020 17h08

Brasil pede explicações à China sobre frango supostamente contaminado

O ministério assegurou que todos os produtos fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) são submetidos a protocolos rígidos de controle sanitário.