Propagação de coronavírus em SP, Rio e DF é maior do que se previa

PANDEMIA
26 de Março de 2020 10h03

Ministério da Saúde divulgou nesta quarta (25) que o País já tem 57 mortes causadas pelo novo coronavírus e 2.433 casos confirmados

Twitter: @ItapebiAcontece

Imagem: Reprodução

Pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo), UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e UnB (Universidade de Brasília) afirmam que o novo coronavírus está se propagando com uma velocidade maior do que a esperada e, por isso, acreditam que o número de infectados pode ser maior do que as projeções iniciais.

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (25) que o País já tem 57 mortes causadas pelo coronavírus e 2.433 casos confirmados. Até a terça, a pasta registrava 46 mortos e 2.201 casos confirmados, o que mostra um aumento de 24% de mortes e de 10% de casos oficiais de um dia para o outro.

São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, segundo os pesquisadores, são as cidades que funcionam como eixo de disseminação para outras regiões. Eles também afirmam que os níveis de infecção serão agravados conforme a transmissão sustentada continue e atinja regiões mais vulneráveis do País.

Para quebrar esse ciclo de contaminação, eles mencionam duas alternativas: a mitigação e a supressão. A mitigação consiste no isolamento de casos suspeitos. Mas isso não necessariamente impede a propagação, somente reduz o nível de demanda de assistência médica. Assim, só utilizarão o sistema de saúde aqueles que realmente precisam. Já a supressão consiste no isolamento social para reduzir o número de casos. É a política que a maioria dos países tem adotado.

O decreto de quarentena do Governador de São Paulo João Dória (PSDB), passou a valer na terça e, dessa forma, comércio e serviços não essenciais devem permanecer fechados. Apenas bares, restaurantes e cafés poderão funcionar apenas com serviços de delivery.

Segundo o governador, o Estado ainda tomaria "medidas policiais" para impedir aglomerações, como bailes funk e outros eventos de rua. A realização de missas, cultos e outras manifestações religiosas não é recomendada, mas não está vetada. O tucano se opõe ao presidente Jair Bolsonaro, que defendeu isolamento somente para idosos e pessoas de grupos de risco. 

ItapebiAcontece / Agência Estado

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

05 de Abril de 2020 20h04

91 cidades baianas oferecem alto risco de propagar novos casos da doença, diz estudo

Salvador, Feiras de Santana, Alagoinhas, Barreiras, Ilhéus, Itabuna e Vitória da Conquista aparecem na lista como potenciais vetores

05 de Abril de 2020 13h04

Bahia registra 401 casos confirmações do novo coronavírus

Até o momento, 1914 casos foram descartados e houve nove óbitos, sendo sete de residentes em Salvador, um em Utinga e outro em Itapetinga. Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 12 horas de hoje.

04 de Abril de 2020 18h04

COM APOIO DE JÂNIO NATAL, ASSEMBLEIA APROVA MAIS DOIS PROJETOS CONTRA O CORONAVÍRUS

A isenção vale pelo período de 90 dias e garante, aos mais humildes, a água necessária à higiene, que protege contra o vírus.