Secretário de Saúde da Bahia comenta sobre risco de Coronavírus no Carnaval: "Não é para estar apavorado"

Bahia
13 de Fevereiro de 2020 20h02

Vilas-Boas afirmou que a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) está finalizando um plano de ação local para lidar com a possível chegada do vírus no Estado

Twitter: @ItapebiAcontece

Imagem: Reprodução

secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, minimizou, nesta quinta-feira (13), os possíveis impactos da chegada do Coronavírus na Bahia, durante o carnaval. Em entrevista à imprensa, Vilas-Boas ressaltou a diminuta taxa de letalidade e infectividade da doença.

"Se a gente conseguir que quem está doente não vá pra rua, é fantástico [...]quando ele [Corona vírus] vier, não é para estar apavorado, a letalidade dele é baixa, apenas 2% das pessoas morrem e a infectividade também é baixa, enquanto o sarampo contamina 18 pessoas, esse vírus contamina 1.7 e o da gripe normal contamina 1.8", afirmou o secretário.

O secretário rechaçou a possibilidade de uma virose local atingir a Bahia, durante a comemoração. "Não tem virose local, normalmente, os órgãos de controle do mundo inteiro mapeiam as cepas virais que estão circulando e preparam o coquetel da vacina", garantiu Vilas-Boas.

Vilas-Boas afirmou que a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) está finalizando um plano de ação local para lidar com a possível chegada do vírus no Estado. "Estamos finalizando essas definições, isso está sendo feito com toda rede de secretários municipais de saúde. Nossa sazonalidade para doenças virais respiratórias é lá pro final de abril/maio, nós estamos trabalhando para garantir que o nosso plano seja o mais racional e eficiente, possível", declarou.

Ainda sobre o sistema de saúde baiano, Vilas-Boas comemorou que a Sesab adquiriu "um equipamento para o laboratório central que vai permitir o diagnóstico de 23 vírus respiratórios em uma hora. Todos os casos, adequadamente suspeitos, que viermos a ter de corona vírus, poderão ser, adequadamente, afastados dentro de uma hora a partir que a amostra chegar no laboratório, com isso a gente consegue diagnosticar 23 tipos de vírus, todos os vírus que costumam causar quadros gripais podem ser excluídos em uma hora".

 

ItapebiAcontece com BNews

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

29 de Março de 2020 12h03

Sobe para 147 casos confirmados de coronavírus na Bahia

Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 11 horas deste domingo (29).

29 de Março de 2020 11h03

Mandetta: 'Estamos preparados para ver caminhões transportando corpos?'

Segundo Mandetta, a determinação de paralisação no País tem reduzido os casos de acidentes e traumas e, por consequência, mais leitos ficam disponíveis para outras situações

29 de Março de 2020 09h03

Bahia registra primeira morte por coronavírus; vítima tinha 74 anos

O estado de saúde dele era grave desde o início da internação.