Vacinas Bivalentes Estados e municípios já podem vacinar todo o público prioritário

Saúde
18 de Março de 2023 17h03

Ministério da Saúde orienta a aplicação dos imunizantes em todo o público contemplado nos grupos prioritários

Twitter:@arnaldofenix

Foto: Julia Prado/MS

 

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira, 17, que grupos prioritários que não estavam contemplados nos primeiros dias do Movimento Nacional pela Vacinação devem ser chamados pelos estados e municípios para receber o reforço da vacina bivalente contra a covid-19.

Até o momento, estavam sendo vacinados idosos com mais de 70 anos, pessoas imunocomprometidas, funcionários e pessoas que vivem em instituições de longa permanência, indígenas, ribeirinhos e quilombolas.

Ainda de acordo com o Ministério, fica a critério dos gestores estaduais e municipais avançar para os demais públicos todos aqueles que já tivessem vacinado de forma satisfatória esses grupos prioritários. Mais de 4,1 milhões de pessoas já tomaram o reforço com as vacinas bivalentes. Para receber o imunizante, é preciso ter completado o esquema primário com as monovalentes e respeitar um prazo mínimo de quatro meses desde a última dose recebida.

Até o momento, estavam sendo vacinados idosos com mais de 70 anos, pessoas imunocomprometidas, funcionários e pessoas que vivem em instituições de longa permanência, indígenas, ribeirinhos e quilombolas.

Ainda de acordo com o Ministério, fica a critério dos gestores estaduais e municipais avançar para os demais públicos todos aqueles que já tivessem vacinado de forma satisfatória esses grupos prioritários. Mais de 4,1 milhões de pessoas já tomaram o reforço com as vacinas bivalentes. Para receber o imunizante, é preciso ter completado o esquema primário com as monovalentes e respeitar um prazo mínimo de quatro meses desde a última dose recebida.

Veja quem pode garantir o benefício:

Idosos de 60 anos ou mais de idade

Pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos (ILP e RI) e seus trabalhadores e pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos de idade

Indígenas, ribeirinhos e quilombolas (a partir de 12 anos de idade)

Gestantes e puérperas

Trabalhadores da saúde

Pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos de idade)

População privada de liberdade e adolescentes em Medidas Socioeducativas e, funcionários do Sistema de Privação de Liberdade.

O Ministério da Saúde lembra que todas as vacinas contra a covid-19 oferecidas pelo SUS são comprovadamente seguras e protegem contra formas graves da doença - que já matou quase 700 mil pessoas no Brasil desde o início da pandemia. O Ministério reforça também à população a importância de se vacinar e orienta que todos busquem informações verdadeiras em fontes oficiais do Governo Federal.

ItapebiAcontece - MS

 

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

14 de Abril de 2024 11h04

Porsche que causou a morte de motorista de aplicativo foi financiado até 2027

O automóvel é avaliado em R$ 1,3 milhões, e o IPVA do modelo, pago anualmente, é de quase R$ 34 mil.

14 de Abril de 2024 10h04

Verdão pronto para iniciar caminhada no Brasileirão em busca do tri!

Zé Rafael não treina e deve abrir vaga para Richard Ríos no meio de campo do Verdão

14 de Abril de 2024 09h04

Confronto com o Irã “ainda não acabou”, diz ministro da Defesa de Israel

Yoav Gallant é um dos três homens que compõem o gabinete de guerra israelense