Mãe de bebê de 1 ano morto com socos e dentadas é solta

Polícia
08 de Janeiro de 2020 11h01

Giulia de Andrade Cândido, de 21 anos, deverá responder por falso testemunho em liberdade. O padrasto da criança, suspeito de ter agredido o bebê, deverá continuar preso.

Twitter: @ItapebiAcontece

Imagem: Reprodução

Mãe e padrasto são suspeitos de agredirem bebê em Praia Grande (SP) — Foto: Reprodução/Facebook

A mãe do bebê de 1 ano e 3 meses morto a socos e dentadas ganhou a liberdade após passar por audiência de custódia nessa terça-feira (07/01/2020), em Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Giulia de Andrade Cândido, de 21 anos, foi presa em flagrante por falso testemunho. Na ocasião, ela tentou encobrir o companheiro Ronaldo Silvestrini Junior, 22, suspeito de agredir o enteado Anthony Daniel de Andrade Moraes.

Ronaldo foi preso por homicídio triplamente qualificado na última segunda-feria (06/01/2020). Ele e a mulher foram detidos após levar o bebê ao hospital, já morto. Na ocasião, teriam dito que Anthony sofreu uma queda para justificar os ferimentos.

 

Imagem: Reprodução

Ao portal G1, a avó paterna da criança, Sílvia Helena Marcelino de Moraes, disse que não consegue acreditar que Giulia foi solta. “Como eles podem soltar uma mãe dessa? Essa mulher é um perigo para a sociedade. As pessoas não têm noção do monstro que ela é”, criticou a mulher.

 

ItapebiAcontece

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

19 de Setembro de 2020 13h09

HOMEM É PRESO SUSPEITO DE ABUSAR DE CRIANÇA DE OITO ANOS NA CIDADE BAIXA EM ITAPEBI

O suposto molestador foi encontrado em sua casa e foi conduzido para a delegacia

19 de Setembro de 2020 08h09

Mundial de Clubes não será realizado este ano

stava agendado para dezembro, como é habitual, mas Gianni Infantino afirmou esta sexta-feira que não será disputado o Mundial de Clubes em 2020. O presidente da FIFA falou após a realização do 70.ª edição do congresso anual e explicou o porquê desta tomad

19 de Setembro de 2020 02h09

Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF

No Brasil e no hemisfério sul o pesquisador aponta que, se houver uma nova onda, ela será a partir da metade de março de 2021 e terá menor intensidade.