Petrobras e chineses levam maior área do megaleilão do pré-sal sem concorrência

ECONOMIA
07 de Novembro de 2019 09h11

O consórcio pagará R$ 68,2 bilhões pelo direito de explorar petróleo na área.

Twitter: @ItapebiAcontece

 

 

 

Sem concorrência e com lance mínimo, consórcio formado por Petrobras e as chinesas CNOOC e CNODC venceu leilão para explorar a maior descoberta de petróleo do país. Foi a única oferta da primeira área do megaleilão do pré-sal que está sendo realizado nesta quarta (6).

O consórcio pagará R$ 68,2 bilhões pelo direito de explorar petróleo na área. Nos leilões de pré-sal, o bônus de assinatura é fixo e a disputa se dá pela oferta de petróleo ao governo durante a vida útil dos contratos.

A Petrobras foi a única a ofertar para a segunda área, Itapu, também com o percentual mínimo de petróleo estabelecido no edital (18,15%).

Não houve lance por Sépia, a terceira área que foi oferecida, nem por Atapu, a quarta e última. 

A Petrobras, que já tem direito a produzir na área de Búzios, tem 90% do consórcio. As duas chinesas dividem igualmente os 10% restantes. Isso significa que a estatal pagará 90% do bônus. Eles se comprometeram a entregar ao governo 23,24%, o mínimo estabelecido no edital.

Em um intervalo de dez minutos, as ações ordinárias da estatal caíram de uma alta de 3% para um recuo de mais de 3%, logo após o resultado do leilão. Já as preferenciais também avançavam mais 3% e recuaram a mais de 1% com a divulgação.

Às 11h08, os papéis da estatal caíam 3,28% (ordinária) a R$ 29,31 e 1,14% (preferencial) a R$ 32,01.

Localizada na Bacia de Santos, Búzios é considerada a maior descoberta brasileira de petróleo, com reservas que podem chegar a 13 bilhões de barris, quase o mesmo volume que o Brasil tem hoje em reservas provadas.

A área já tem quatro plataformas em operação e produziu, em setembro, 406 mil barris de petróleo por dia. Foi a segunda maior produtora do país, atrás apenas de Lula, também na Bacia de Santos.

A Petrobras já tinha exercido direto de preferência também por Itapu, que tem bônus de assinatura de R$ 1,766 bilhão, o que garantiria ao governo ao menos R$ 70 bilhões em arrecadação.

"Esse é um dia histórico", disse o diretor geral da ANP, Décio Oddone, em discurso de abertura. "É resultado de um esforço contínuo de muita gente", completou, a uma plateia cheia de representantes do governo e do setor de petróleo.

Estavam presentes o ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, a secretaria especial do PPI (Programa de Parcerias e Investimentos), Martha Seiller, o ministro do TCU (Tribunal de Contas da União), Raimundo Carreira, e o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

"Esse leilão destaca-se também pelo impacto relevante na economia nacional. Pela primeira vez, o valor dos bônus será dividido pela União com estados e municípios", frisou Albuquerque, em seu discurso.

Com os bônus do leilão, o governo pagará R$ 34 bilhões à Petrobras como ressarcimento por mudanças no preço do petróleo após a assinatura do contrato de cessão onerosa. O restante será dividido entre União, estados e municípios, segundo fórmula negociada pelo Ministério da Economia com o Congresso.

Os vencedores do leilão terão que negociar com a estatal ressarcimento por investimentos feitos nas áreas e perdas com o repasse de parte da produção aos novos sócios.

Nesta quinta (7), o governo realiza novo leilão do pré-sal, com a oferta de cinco áreas exploratórias com bônus de assinatura total de R$ 7,85 bilhões. Há um mês, em leilão de áreas fora do pré-sal, o governo arrecadou R$ 8,9 bilhões, recorde para este tipo de leilão no país. (Nicola Pamplona / FolhaPress SNG)

 

ItapebiAcontece / Jornal do Brasil

Compartilhe por:

Comentários

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*
21 de Novembro de 2019 09h11

Vereador e esposa são presos em operação de combate a corrupção, diz polícia

Operação 'Captius' é realizada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (21). Outros 9 mandados de prisão preventiva estão sendo cumpridos, além de 20 mandados de busca e apreensão no norte do estado.

21 de Novembro de 2019 08h11

CNJ apura conduta de magistrados do TJ-BA afastados pelo STJ

Desembargadores estão supostamente envolvidos em esquema de venda de sentenças

21 de Novembro de 2019 08h11

EM BELMONTE NO EXTREMO SUL BAIANO, BANHISTAS REGISTRAM NOVOS FRAGUIMENTOS DE ÓLEO EM PRAIA

Mancha retornou ao município e foi achado nesta quarta-feira (20). Secretaria de Meio Ambiente disse que local já foi limpo.